Horace

Esse personagem seguiu as regras do Fate Acelerado e seguiu também as regras específicas de Strays

Aspectos:

Conceito: O Maior Saltador da Região
Dificuldade: Um coelhinho muito pequeno
  Balastofobia - Barulhos altos o fazem fugir
  Novato - Quer mostrar seu valor
  “Não sou um mero coelhinho!”

Abordagens:

Ágil Razoável (+2)
Cuidadoso Bom (+3)
Esperto Regular (+1)
Estiloso Regular (+1)
Poderoso Medíocre (+0)
Sorrateiro Razoável (+2)

Façanhas: [Recarga: 3]

  • Salto: Como eu sou um Coelho, ao recebo +2 ao Criar Vantagens de maneira Cuidadosa ao usar as minhas pernas para saltar

Embaraço:

  • Pernas poderosas, coração disparado!: Sempre que preciso utilizar minhas pernas, recebo +1 nos testes; em compensação, recebo -1 em todos os testes quando estou acuado, assustado ou em menor número, pois meu coração dispara e não consigo pensar direito.

Um dos mais recentes Strays, Horace foi criado até pouco tempo pelos humanos, mas viveu muito tempo em quintais e gaiolas sossegadas, o que o deixou mal-acostumado, ao ponto de Horace se assustar ao ouvir barulhos altos, de maneira patológica: explosões de rojões, buzinas e coisas do gênero o fazem correr desesperado, sem pensar, fugindo para se entocar no local mais próximo (o que nem sempre é uma boa idéia).

Quando o Velho Nick o recolheu à Fazenda, ele passou um bom tempo de paz, se enturmando com outros animais, mas chegou a hora de voltar à Cidade e cumprir sua tarefa como defensor da Bondade.

Ele já meteu os pés pelas mãos e é tratado por todos como um novato, e um assustadiço, capaz de prejudicar as tarefas, mas Horace ainda procura fazer o possível para comprovar o seu valor enquanto parte dos Strays.

Cofap

Esse personagem seguiu as regras do Fate Acelereado e seguiu também as regras específicas de Strays

Aspectos:

Conceito: O cachorro basset mais ágil da região
Dificuldade: Age rápido, mas não necessariamente de maneira esperta
  Tem uma vergonha enorme do seu nome
  Desconfiado de Gatos
  Medalha de Ouro no Agility

Abordagens:

Ágil Bom (+3)
Cuidadoso Razoável (+2)
Esperto Medíocre (+0)
Estiloso Regular (+1)
Poderoso Regular (+1)
Sorrateiro Razoável (+2)

Façanhas: [Recarga: 3]

  • Mestre de Agility: Como sou treinado em Agility, recebo +2 ao Superar de maneira Ágil obstáculos que lembrem os usados em Agility, como escadas, túneis e portas

Embaraço:

  • OLHA O FREIO!!!: Recebo +1 sempre que precisar agir de maneira rápida para alcançar um objetivo, mas recebo -1 para evitar problemas relacionados ao fato de agir rápido demais

Esse cão basset extremamente ágil sempre foi treinado como um competidor de Agility, a modalidade de demonstração de habilidade e velocidade ao contornar-se obstáculos após ter sido treinado. Ele sempre gostou desse tipo de competição, e o fato de ter um quintal enorme onde podia brincar ajudava.

Entretanto, obviamente chegou o dia em que ele acabou não recebendo a medalha de ouro, mas não por falta de esforço: todo mundo um dia fica mais fraco que o normal.

Foi quando ele acabou se afastando de seu dono, que precisava treinar outros cães para Agility.

Sendo procurado pelo Velho Nick, tornou-se um hábil batedor e mensageiro, e algumas vezes participa de missões com outros Strays.

Entretanto, existem duas coisas que o incomodam ainda. A primeira são gatos: até hoje ele possui dificuldades em confiar em felinos. A outra é quando lhe chamam por seu nome: como ele é de uma raça que era famosa por participar de comerciais de amortecedores de carro, ele acabou recebendo o nome dessa marca, Cofap, que ele acha extremamente vergonhoso. Além disso, ele vira e mexe mete os pés pelas mãos, agindo tão rápido que ele não mede as consequências de suas ações. n

Nicola Castrogiovanni - O Espírito do Otimismo

Aspectos

Tipo Aspecto
Conceito Garoto do Circo Extremamente Otimista e Ingênuo
Dificuldade Duas, Três, Quatro… Quantas chances forem necessárias
  Don Cagliostro sempre me protege
  “Aquele valentão horroroso do meu ex-irmão adotivo”
  O Escapulário de Minha Mãe, e a Boina de Meu Pai

Abordagens

Abordagem Nível
Ágil Regular (+1)
Cuidadoso Bom (+3)
Esperto Regular (+1)
Estiloso Razoável (+2)
Poderoso Medíocre (+0)
Sorrateiro Razoável (+2)

Façanha Centuriã

  • Jogo do “Bom o Bastante”: Por ser extremamente otimista quanto a tudo na vida, Nicola pode, duas vezes por sessão, obter ajuda dos outros, desde que seja capaz de pedir por ela, seja previamente ou na hora. Essa ajuda entra em jogo como Aspectos de Cena (como “Coitadinho! Você precisa de uma roupas limpas!” ou Um teto protegendo do sereno), com uma Invocação Gratuita. Ele não pode usar isso para machucar outras pessoas, mas pode usar para se ajudar e a outros. Esses Aspectos permanecem em jogo enquanto for razoável, e as Invocações Gratuitas podem ser combinada em um Aspecto com duas Invocações, seguindo as mesmas regras.

Façanhas comuns

  • Como acredito que Todo mundo é bom no fim das contas, recebo +2 para Criar Vantagens ao descobrir (ou criar) Aspectos bondosos em alguém de Maneira Cuidadosa.
  • Ator: Como Nicola é um ator costumaz, ele não sofre penalidades ao tentar se passar por pessoas muito mais velhas, altas ou baixas que ele mesmo, com sotaques diferentes, e por aí afora.

Aparência

Nicola é um garoto fortinho, ainda que meio gordinho, de sangue italiano, tendo entre 10 e 12 anos. Ele tem um cabelo que parece loiro-avermelhado, com algumas partes tendendo ao ruivo. Ele tem uma bochecha rosada e um narizinho de botão, além de sardas. Ele se veste como um garoto de jornais, com uma combinação de calça e camisa simples, sempre usando as únicas coisas que ainda possui de seus pais: um Escapulário de Nossa Senhora (de sua mãe) e uma boina xadrez vermelha que parece um pouco grande demais para ele (de seu pai)

Comportamento

Nicola é um garoto muito gentil, e com ele não tem tempo feio: ele é aquele tipo de garoto que, depois de ser borrifado por um gambá, espancado por um valentão, jogado em um monte de lixo fedorento, atingido por tomates podres, jogado no meio do esgoto e deixado debaixo de uma tempestade torrencial, ainda assim diria aos outros “Estou muito bem, obrigado”. Ele tem um comportamento bastante positivo e é muito bem educado, com um sorriso sempre no rosto não importa o que aconteça.

História

Os pais de Nicola morreram pouco depois de seu nascimento, depois de eles virem aos Estados Unidos. Desde então, ele vem vivendo de lar adotivo em lar adotivo. Por alguma razão, não importa o quão bem comportado ele seja, todos os seus pais adotivos o odiavam. Talvez seja pelo fato de gostar de cachorros vira-latas (que ele cuidava e soltava quando estavam novamente saudáveis), ou por causa que ele dividia seu lanche com os andarilhos da cidade, ou mesmo porque ele sempre conseguia coisas que precisava por mera sorte, como maçãs, livros ou mesmo roupas, mas todos os lares adotivos por onde passava cedo ou tarde lhe davam o pé na bunda.

Pode-se dizer que no último lar adotivo isso foi tão literal quanto possível: seu irmão adotivo era um valentão que (com a conivência dos pais adotivos) espancava ele pra valer, todo santo dia. Isso até o dia em que o circo veio para a cidade e Nicola ficou impressionado com o maior Mentalista de todos os tempos, Don Cagliostro. Nicola pensou que fugir com o circo seria algo muito melhor para ele e para sua família adotiva (que teriam uma boca a menos para alimentar). Então, ele foi com o circo.

Quando ele foi encontrado pelas pessoas do circo, Don Cagliostro (na verdade, um mágico e mentalista sul-africano, meio-_boer_ e meio-inglẽs, chamado Frederick Van Der Merwe) assumiu a responsabilidade de tutelar e cuidar de Nicola (devido, os dois não sabiam, aos poderes de Nicola como Espírito do Otimismo). Nicola aprendeu muito rapidamente as tarefas básicas no circo, assim como alguns atos como palhaço e mágico, entre outros.

Nicola não conhece ainda muita coisa sobre o Clube do Século e tudo mais, mas Don (como ele chama seu mentor) o mostrou o suficiente para ele entender que seu destino é muito maior do que ele imaginava.

E ele sabe que, no fim das contas, tudo vai acabar bem.