Faf du Plessis, Caçador de Emoções

Faf nasceu na África do Sul em uma transição do regime do Apartheid para a Nação Arco Íris. Alto e razoavelmente forte, chegou a tentar o Rugby como todo garoto afrikaans, mas ele não tinha a força física necessária, ainda que até a juventude tenha sido um Asa razoavelmente competente. Mas continuou ligado em esportes, tendo tentado também cricket e surfe.

Foi quando, uma certa vez alguns amigos ficaram apavorados: um tubarão gigante, vindo da pré-história, começou a atacar os surfistas. Faf e seus amigos tiveram que se arriscar para manter o point

…e descobriram que na verdade eram piratas usando um submarino para enganar as pessoas e fazer todos fugirem de seu ponto de refúgio.

A Interpol acabou capturando os caras, mas isso colocou a cabeça de Faf a prêmio pelos piratas, e ele teve que ir para Inglaterra para ficar mais seguro. Acabou formando-se em fotojornalismo, especializado em esportes de ação. Mas uma maré de azar no serviço (mais algumas câmeras destruídas) o fizeram ir parar na Weird World News UK. Lá, entretanto, a coisa ficou muito melhor, com um horário flexível que permite a ele tentar alguns esportes radicais quando pode. E pegar uns sacanas também é muito legal, quando não encontram algo verdadeiro, como Leroy, Lassie ou Ellie.

Aspectos

Tipo Aspectos
Conceito Caçador de Emoções Sul-Africano
Dificuldade Viciado em Adrenalina perseguido por piratas
Motivação ”Quanto mais radical melhor!”

Atitudes

Correr! Enganar! Enredar! Investigar!
Bom (+3) Razoável (+2) Regular (+1) Regular (+1)

Façanhas (Recarga: 3)

  • PARKOUR!!! – +2 em todos os rolamentos de Correr! durante cenas de Perseguição, desde que em locais ou situações perigosas.
  • Dando no pé! – +2 em seu primeiro rolamento de Correr! em uma cena quando correndo atrás de, ou fugindo de, um monstro

Condições

Valor Condição
1 Pesada essa…
1 Caramba, essa foi radical!
2 Coração na mão!
2 Quase me machuquei… Ai….

Ellie, a Fadinha

Ellie é uma Fadinha que sempre foi muito espevitada e ativa. Na prática, espevitada demais para seu próprio bem.

Ela acabou fugindo de sua comunidade e encontrou o time da Weird World News UK quando eles estavam investigando algumas ações. Ela decidiu que seria uma boa ideia atrapalhar a investigação, fazendo cantrips e ilusões por meio de seu glamour para bagunçar pistas e causar dores de cabeça.

Até que ela viu o verdadeiro culpado: um incendiário passando-se por um monstro alienígena que cuspia fogo em orfanatos.

Ela procurou fazer algo para ajudar, mas ela era tão pequenina que quase morreu no processo. Ela então teve que recorrer aos humanos da Weird World News UK, revelando seu segredo para eles. Acabaram capturando o incendiário, mas isso levou Ellie a perder seu lar, já que um dos últimos alvos do incendiário era sua comunidade.

Ellie decidiu acompanhar o time da Weird World News como forma de redimir-se do passado. Claro que ela não conta isso para eles: ela prefere dizer que na prática ela ficaria com esses “patéticos peripatéticos” até que eles virassem gente.

Ellie tem pouco mais de 6 centímetros de altura, mas sua velocidade voando compensa. Além disso, ela pode mudar sua forma de maneira mística por meio de uma ilusão, sendo que no máximo tem a altura de uma menina de 10 anos. Ela é espevitada, bagunceira e encrenqueira, mas de bom coração, e todos sabem que, no fim das contas, pode confiar nela. Ela ainda está aprendendo a não abusar de seus poderes.

Aspectos

Tipo Aspectos
Conceito Uma fadinha espevitada, expulsa de sua comunidade
Dificuldade “Não me confunda com aquela maluca da Sininho!”
Motivação Em busca de diversão… E que melhor diversão que aprontar?

Atitudes

Correr! Enganar! Enredar! Investigar!
Regular (+1) Bom (+3) Razoável (+2) Regular (+1)

Façanhas (Recarga: 3)

  • Voar – +2 em todos os rolamentos de Correr! durante cenas de Perseguição, desde que tenha espaço o bastante para você voar
  • Glamour – Pode usar Enganar! para Criar Vantagens por meio de ilusões mágicas

Condições

Valor Condição
1 Que sufoco!
1 Dando o fora
2 Que nojo!
2 Agora estou REALMENTE zangada!

Aysha Chandra, Criptidiologa

Aysha Chandra nasceu na Índia. Lá, vivia em uma comunidade Dalit em Mumbai. Apesar disso, seu pai a estimulava a estudar bastante, para, quem sabe, furar o sistema de castas, ainda que isso fosse quase impossível.

Aos sete anos, entretanto, ela viu uma certa noite, antes de dormir, uma criaturinha de pele vermelha brilhante e cabelo de fogo: ela sabia que tratava-se de um Asura, um dos “demônios” hindus que vinham da ação furiosa. Ele fugiu antes que ela pudesse fazer qualquer coisa.

Alguns dias depois, entretanto, um demônio apareceu colocando tudo em chamas na comunidade pobre onde morava. Enquanto as pessoas fugiam, ele ria, caminhando pelas ruas e utilizando chamas de suas mãos. Seu pai e mãe tentaram a proteger, quando ele soltou uma chama estranha de suas mãos, que literalmente colou em seus pais, queimando-os até a morte.

Ela percebeu que algo estava errado: aquele Asura não tinha olhos de fogo ou os cabelos incandescentes…

Era um impostor!

Foi quando um verdadeiro demônio apareceu para a proteger: ele voltou-se ao impostor e atiçou fogo nos tanques de napalm às costas do mesmo, explodindo-os. Por muito pouco o próprio impostor não foi engolido pelo napalm, o que permitir que ele fosse capturado com vida. Aysha teve que passar um tempo em proteção a testemunhas, e o fato de ser uma Dalit quase colocou seu depoimento em xeque, já que o impostor era um empreiteiro de uma casta superior que decidiu acelerar um processo de gentrificação da região onde eles moravam, queimando as comunidades Dalit da mesma.

Passado o processo, que resultou em prisão perpétua do impostor, ela se viu em uma encruzilhada, até que alguns parentes que moravam na Inglaterra a buscaram para viver em Guilford, perto de Londres, onde passou a estudar. A adaptação não foi simples, já que ainda falava Inglês com um sotaque carregado, mas com o tempo foi dando o seu melhor, como seu pai lhe ensinara.

Entretanto ela ainda lembrava-se do Asura que lhe salvara. E percebera que tinha muito no mundo para ser investigado…

Enquanto em Oxford, onde estava estudando para se tornar uma bióloga, ela descobriu a cátedra de criptidologia, e lhe pareceu que, na pior das hipóteses, ela teria uma melhor chance se obtivesse uma especialização no mesmo.

Descobriu, entretanto, que o campo de pequisa e instituições investindo no mesmo eram limitados.

Mas foi quando uma amiga do curso de jornalismo lhe apresentou a Weird World News UK e disse que eles estavam sempre precisando de pessoas que conhecessem bem sobre criptídios, como os Asura. O Salário não era dos melhores, mas ao menos ela estaria em contato com criptídios (ou pessoas se passando pelo mesmo).

E foi assim que ela caiu nesse negócio.

Aysha mistura peças etnicas indianas às suas vestimentas ocidentais. Seu inglês ainda tem algum sotaque indiano, além de ela misturar ocasionalmente imprecações em marata ou urdu, idiomas que faziam parte de seu cotidiano na infância. Ela ainda tem algumas marcas da tratativa ruim que sofria enquanto Dalit na Índia, o que a leva a ter uma atitude de rebeldia contra qualquer autoridade ou pessoa que se julga superiora, o que explica sua leve antipatia quanto a Harold. Possui em Taabish um amigo inestimável, devido a sua origem levemente comum, já que Taabish também tem algo de indiano nele. Seu pior problema é o fato de sempre estar com uma Navalha de Occam muito ativa, procurando explicações as mais simples possíveis para eventos, o que a coloca às vezes em rota de colisão com outras formas de pensamento.

Aspectos

Tipo Aspectos
Conceito Pesquisadora de criptidologia Dalit
Dificuldade Navalha de Occam sempre Afiada
Motivação Desvendar a verdade sobre as criaturas sobrenaturais

Atitudes

Correr! Enganar! Enredar! Investigar!
Regular (+1) Regular (+1) Razoável (+2) Bom (+3)

Façanhas (Recarga: 3)

  • Mestre de Armadilhas - +2 ao Criar Vantagens com Enredar! quando tentar prender o monstro na cena de Armadilha
  • Criptidologia – +2 ao Criar Vantagens por Investigar! Relativas aos hábitos e tendências de criptídios

Condições

Valor Condição
1 Fascinada
1 Deixe-me coletar uma amostra!
2 Preciso olhar bem de perto!
2 Que fofo! Quero abraçar!